Planos de Saúde devem pagar tratamentos com cannabis?

“Planos de Saúde devem pagar tratamentos com cannabis?”.

Dúvidas como essa ainda são muito comuns entre os brasileiros, que veem o movimento da cannabis medicinal crescer, mas ainda não encontram informações suficientes para entender que hoje, felizmente, um tratamento com produtos à base de canabinoides já é possível e acessível.

Reprodução

Por isso é tão importante frisar a obrigatoriedade dos Planos de saúde em custear o tratamento de homens e mulheres de todas as idades que precisam de uma alternativa de alívio para suas dores e patologias.

“Se o medicamento à base de canabidiol tem se mostrado efetivo no controle da doença, ainda mais quando o paciente já fez uso de outros medicamentos disponíveis no mercado, o convênio é obrigado a fornecer os produtos que contenham as substâncias canabidiol (CBD) e tetra-hidrocanabidiol (thC) em sua formulação”.

Diogo Maciel, advogado parceiro da Pangaia

Quem afirma é o advogado especialista em Direito da Saúde, Diogo Maciel, parceiro da Pangaia e que recentemente foi vitorioso em uma série de pedidos de judicialização para garantir que os planos de saúde arcassem com os gastos do tratamento de muitos pacientes.

SAIBA COMO COMPRAR: CLIQUE AQUI!
TEM DÚVIDAS SOBRE TRATAMENTOS COM CANNABIS? ACESSE O FAQ PANGAIA

Esse tipo de parceria jurídica é muito importante porque auxilia efetivamente um paciente ou familiar que está atrás de uma alternativa de alívio já prescrita por um médico.

É fundamental também porque amplia o alcance desta medicina milenar e evidencia novos rumos de maior democratização do acesso aos produtos canábicos, fortalecendo ainda mais o setor e as possibilidades de mais saúde naturalmente.

Judicialização de sucesso: mais um paciente com tratamento pago por Plano de Saúde

Quer saber mais sobre como este processo pode ser menos burocrático e com todo o suporte até a judicialização completa do tratamento para custeio do Plano de Saúde?

Entre em contato com o time de atendimento da Pangaia!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima