Cannabis medicinal no tratamento da ansiedade

Ansiedade, o mal do século. Sudorese, taquicardia, náusea, angústia, insônia, incapacidade de relaxar, apreensão, quem nunca se sentiu assim diante de uma situação desafiadora? Mas já imaginou se sentir assim o tempo todo? Quando esses sintomas desagradáveis viram rotina ou são tão potencializados que te impedem de realizar as coisas simples do dia a dia, é quando a ansiedade virou doença. 

Com a pandemia e a privação de convívio social, os transtornos de ansiedade ganharam ainda mais força e, como qualquer outra doença, o tratamento é necessário. Mas qual a melhor maneira para lidar com essa doença que, literalmente, tira o sono de bilhões de pessoas ao redor do mundo? 

Neste artigo vamos falar quais são os tipos de transtornos de ansiedade, quais sintomas podem ser identificados nesta patologia e qual a relação entre o CBD e a ansiedade. 

O que é ansiedade? 

O medo e a ansiedade fazem parte das reações psicológicas do nosso corpo, mas os transtornos de ansiedade são doenças psiquiátricas que tornam esse medo incontrolável. Quando ocorrem, podem ter condições graves e trazer prejuízos relevantes para a vida dos pacientes. Esses indivíduos podem conviver com os transtornos por boa parte da vida, tornando-se portadores de uma doença crônica. A ansiedade é também um sintoma comum de outras doenças psiquiátricas e está intimamente ligada à depressão e à psicose. 

A ansiedade no Brasil 

A ansiedade é, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), o distúrbio de saúde mental mais comum no mundo, atingindo mais de 30% da população mundial. Ainda segundo a OMS, o Brasil tem a maior taxa de ansiosos do mundo e cerca de 9% dos brasileiros têm algum tipo de transtorno de ansiedade. Em uma pesquisa feita pela USP, em 2014, foi constatado que, na capital paulista, os níveis de ansiedade são os mesmos de países em guerra. 

Os diferentes transtornos de ansiedade 

Quando falamos em ansiedade, existem vários tipos de transtornos que podem se manifestar em diferentes graus em cada paciente, causar sintomas diversos e também necessitar de abordagens distintas no tratamento da doença. 

Vamos falar um pouco sobre os transtornos de ansiedade mais comuns, mas é importante ressaltar que nem sempre eles são fatores isolados, sendo muito comum o diagnóstico de mais de um transtorno em pacientes ansiosos. 

Ansiedade generalizada: é o tipo de patologia mais comum, quando eventos rotineiros se tornam grandes ameaças e desencadeiam crises de ansiedade. Nesse tipo de transtorno, o ansioso está sempre com medo e muitas vezes perde o controle. 

Paranoia: nesse tipo de ansiedade é desenvolvida alguma fobia específica, seja medo de um bicho, por exemplo, ou medo de perder alguém, da morte, de altura ou qualquer outra paranoia que seja desenvolvida ao longo da vida. É importante lembrar que é normal ter

medo e que isso só passa a ser um problema quando ele é exacerbado e prejudica a qualidade de vida. 

Fobia social: é, como o nome diz, a ansiedade em lidar com outras pessoas. Pode se manifestar em diferentes graus e situações. Na apresentação em público, em relacionamentos ou em qualquer convívio social, até mesmo uma simples ida ao mercado pode desencadear uma grande crise ansiosa. 

Agorafobia: este transtorno é o medo de grandes aglomerações. Esse tipo de medo pode desencadear muitas crises de ansiedade e muitas vezes o paciente passa a evitar qualquer tipo de situação em que ele possa correr o risco de estar no meio de multidões. É preocupante que, após a pandemia do COVID-19, esse tipo de fobia seja observado com mais frequência. 

Pânico: o transtorno de pânico é um tipo de doença da mente que geralmente age em conjunto com outros transtornos. Ele aparece em forma de crises de ansiedade exacerbadas e incontroláveis, com sintomas físicos e total perda do controle. Essas crises são muito relacionadas a gatilhos que induzem o paciente a se desesperar. 

Transtorno de estresse pós-traumático: como o nome já diz, esse transtorno se desenvolve após uma experiência traumática, seja um acidente, experiências de quase morte, perda de pessoas queridas, relacionamentos abusivos, entre outros episódios que podem gerar um trauma e, apesar de o momento já ter passado, a ansiedade do trauma continua e o paciente revive a angústia e o medo o tempo todo. 

Os sintomas da ansiedade 

Os transtornos de ansiedade apresentam diversos sintomas, muitas vezes incontroláveis e sabotadores da qualidade de vida. Os sintomas psicológicos mais comuns são:

  •  Medo; 
  • Angústia; 
  • Desespero; 
  • Inquietação; 
  • Insônia; 
  • Dificuldade de concentração 
  • Preocupação excessiva. 

Mas não é só psicologicamente que a ansiedade afeta o paciente, os sintomas físicos também são muitos. Os mais comuns são: 

  • Náuseas; 
  • Sudorese; 
  • Formigamento; 
  • Fraqueza; 
  • Tremores; 
  • Falta de ar; 
  • Taquicardia; 
  • Dor no peito; 
  • Tontura;
  • Diarreia; 
  • Dores musculares. 

O diagnóstico médico e a causa 

Os transtornos de ansiedade são diagnosticados clinicamente através da análise dos sintomas apresentados, por um médico psiquiatra. Não existem exames físicos que consigam diagnosticar esses transtornos, mas é importante também passar por testes que descartem outros tipos de doenças, já que os sintomas físicos da ansiedade também se apresentam em diversas outras patologias. 

Esses transtornos podem envolver predisposições biológicas ou fatores ambientais. Indivíduos de famílias com distúrbios psicológicos possuem maior chance de desenvolvimento da ansiedade, mas ambientes problemáticos, famílias desestruturadas e experiências traumáticas também podem contribuir para o aparecimento de transtornos da mente. 

Alguns grupos de pessoas também apresentam maior predisposição no desenvolvimento da doença, como pessoas que possuem trabalhos estressantes ou que moram em grandes cidades. 

Hoje fala-se também que a internet é um fator influente no aumento da ansiedade ao redor do mundo, já que o acesso à informação é infinito e o imediatismo também pode ser um fator muito estressante. 

As pesquisas sobre o CBD e a ansiedade 

Existem muitas pesquisas científicas que relacionam o CBD e a ansiedade, e os resultados mostram a Cannabis medicinal como um caminho mais natural e eficiente no tratamento dos transtornos de ansiedade do que os tratamentos medicamentosos convencionais, que podem vir acompanhados de efeitos colaterais indesejáveis. 

Em uma pesquisa brasileira realizada em parceria entre as Faculdades de Medicina e de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto, que testou a eficácia do canabidiol (CBD) para pacientes com fobia social, diferentes pacientes foram separados em grupos e cada grupo recebeu um tipo de abordagem. Foi observado que os pacientes que receberam o CBD apresentaram redução considerável dos níveis de ansiedade, enquanto o grupo que recebeu placebo apresentou níveis de ansiedade significativamente mais altos. Havia ainda um terceiro grupo de indivíduos saudáveis que não recebeu nenhum tipo de medicamento e os níveis de ansiedade dos pacientes que receberam o canabidiol foram equivalentes ao desse grupo saudável. Outro fator a ser levado em consideração nessa mesma pesquisa foi que os pacientes que receberam CBD se avaliaram com mais positividade do que os pacientes que receberam placebo. 

Um outro estudo do Journal of Affective Disorders, feito pela Universidade Estadual de Washington, nos Estados Unidos, sugeriu que a inalação do CBD pode reduzir significativamente os índices de ansiedade e depressão, além de baixar os níveis de estresse. Nessa análise foi observada uma redução de 58% da ansiedade imediatamente após o uso do canabidiol e de 50% nos níveis de depressão dos indivíduos testados. Em muitos outros estudos, inclusive comparando o CBD com os medicamentos mais comuns para controle de ansiedade, foi comprovada a eficácia da Cannabis medicinal em reduzir os níveis de ansiedade de pacientes com esses transtornos. 

Apesar de os resultados serem positivos, os cientistas apontam a necessidade de

amplificar as pesquisas com o CBD na ansiedade, já que o potencial terapêutico da substância pode oferecer vantagens, comparando aos medicamentos que conhecemos hoje. 

Se você foi diagnosticado com algum tipo de transtorno de ansiedade, converse com seu médico para propor uma abordagem mais natural de tratamento que pode ser até mais eficiente do que as abordagens convencionais. 

Pangaia – Uma saúde mais natural com canabidiol 

Pautada nos pilares de qualidade, inovação e pesquisa, a Pangaia é uma empresa multinacional norte-americana que atua no mercado brasileiro como comerciante de produtos à base de Cannabis. Nossos profissionais possuem mais de 15 anos de experiência, entre estudos, produção e promoção de tratamentos à base de canabidiol (CBD). 

Com garantia de qualidade e Certificado Orgânico, nosso óleo de CBD é eficaz e acessível para quem busca um tratamento medicinal natural à base de compostos da Cannabis e garante melhora na qualidade de vida. 

Acesse nosso site e conheça mais o nosso trabalho.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima
POSSO TE AJUDAR?
POSSO TE AJUDAR?
Perguntas, dúvidas, problemas? Estamos aqui para ajudá-los!
Conectando...
Nenhum de nossos operadores está disponível no momento. Por favor, tente novamente mais tarde.
Nossos operadores estão ocupados. Por favor, tente novamente mais tarde.
:
:
:
Você tem alguma pergunta? Escreva para nós!
:
:
Esta sessão de bate-papo foi encerrada
Was this conversation useful? Vote this chat session.
Good Bad